segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Novo blog criado

Como esse é o meu primeiro blog, e como eu, particularmente, nunca fui muito fã de blogs, acho que é a minha obrigação, como blogueiro, explicar porque é que eu abri um blog. Além disso, pretendo explicar o que eu pretendo fazer com esse blog.

Porquê eu abri um blog: Bem, existem algumas razões porque eu mudei de comportamento e resolvi abrir um blog. A primeira, foi por causa da pressão social que eu senti. Conforma a sociologia explica, de um modo geral, numa sociedade existem os conceitos de crime e desvio. Crime seria toda aquela ação tipificada no código penal de uma sociedade como passível de punição, e que o estado faz questão exclusiva de julgar. Já o desvio é todo comportamento que não se adequa ao todo social, o comportamento da maioria.

Um desvio não é, necessariamente, um crime. Por exemplo, o comportamento de vida dos hippies é desviante, e nem por isso eles são criminosos só por serem hippies. Da mesma forma, certos desvios podem vir a ser aceitos na sociedade, com o passar do tempo. É o caso do divórcio, que na década de 70 era inaceitável, mas hoje, no terceiro milênio, é naturalmente aceito. No meu caso, eu percebi que na década de 90, ter um blog era algo um tanto exótico, incomum, e estranho. Por isso, nunca procurei ter um. Mas hoje, esse comportamento antes desviante, é considerado natural. Por isso, me sinto estimulado a ter um blog.

A segunda razão tem a ver com a própria cultura de blogs em si. Embora haja blogs interessantes, vejo que há mais blogs ruins do que blogs bons espalhados mundo afora. Acho que a razão disso se dê pelo anonimato involuntário que a internet traz, quando temos um ambiente em que uma pessoa escreve, e espera por outras pessoas lerem, temos um retorno aos quadros de avisos da idade média, que puluavam os centros urbanos das grandes cidades da europa. Absolutamente impessoais, impolidos, frios e cruéis, pois não havia contato humano. Por causa disso, espero que os leitores contribuam também para esse blog não se tornar um mero quadro de avisos.

Para quê usarei esse blog: Em resumo, para tudo. Não vejo porque me limitar a apenas um assunto, falarei de tudo o que me interessa, como tecnologia, informação, humor, arte, jogos, sociedade, religião(Ou a falta dela, talvez), mas, acima de tudo, eu irei produzir o meu material original e publicá-lo aqui. Não sei ainda o que será, pois a produção de materiais é algo bastante complicado, é necessário primeiro pensar no que se irá produzir, e depois pensar em forma de hospedar e espalhar ele. Bem, continuem lendo esse blog, que em breve ele terá um retorno bem curioso.

Um comentário:

Gibrel disse...

ê, agora você será socialmente aceito!