terça-feira, 14 de outubro de 2008

Ubuntu

Bem, a oportunidade surgiu e agora eu resolvi falar de algo interessante. Para muitas pessoas, computador pessoal(PC) é sinônimo de windows, aquela telazinha bonitinha com um fundo de campos verdejantes e uma barra azul no chão vendida pela microsoft. Para outras pessoas, internet é sinônimo de internet explorer, aquele ezão azul que fica no lado esquerdo da tela do windows.

Existe uma razão por trás disso, a microsoft é uma empresa, e como toda empresa, visa lucro e largas margens de lucro. Para tal, ela é capaz de qualquer coisa, inclusive de dizer nas suas reportagens técnicas que computador pessoal é sinônimo de windows, e que o único modo de se acessar a internet é o internet explorer. Mas a verdade não é essa.

Um computador é composto de hardware, a parte física, real, tocável, e software, a parte imaterial, representada apenas por informação armazenada no hardware. O windows é um software, mais especificamente um sistema operacional, que é um software responsável por gerenciar o funcionamento de todo o computador. Porém, ele não é a única alternativa para um sistema operacional no computador pessoal.

Uma outra possibilidade que qualquer pessoa pode usar é o Ubuntu, um sistema operacional da família linux que é distribuído gratuitamente pela empresa canônical. Mas aí, você pode se lembrar do início da mensagem, e estranhar que uma empresa possa distribuir gratuitamente um produto. A razão para isso é simples, a canônical tem um outro modelo de negócio de mercado, e portanto ela não lucra com o seu produto, o Ubuntu, mas sim vendendo suporte com a qualidade canônical para quem deseje usar o Ubuntu:

http://www.ubuntu-br.org/

Apesar disso, o Ubuntu é um sistema bastante fácil de se usar. Muitas pessoas reclamam que sistemas operacionais linux não tem uma maneira prática de se instalar programas, usando aquela tradicional sequência next, next, next,... Mas, na verdade o Ubuntu assim como outros sistemas operacionais tem maneiras ainda mais fáceis de se instalar programas importantes.
Por exemplo, com dois simples cliques, o usuário pode abrir um programa importante chamado Synaptic no Ubuntu, e com ele, selecionar os programas que deseja instalar com apenas um clique, e usar mais um clique para confirmar a instalação de tudo o que deseja.

Em suma, com um clique por programa, mais um para confirmar tudo, é possível instalar N programas de uma vez só no Ubuntu, e isso sem se preocupar em procurar por eles na internet, pois o Synaptic baixa tudo e instala de uma vez só. E caso o Synaptic não tenha o que você deseja, basta usar uma alternativa, como as ferramentas apt, no caso "apt-get install nome_do_programa", ou "dpkg -i nome_do_programa" para instalar o que você quer.

Em suma, não há mistério no uso do Ubuntu, basta ter vontade de conhecer uma novidade e disposição para aprender a mexer com ele, assim como você teve para aprender a mexer com o windows. Aliás, inclusive na última versão dele ele está vindo com um recurso que permite com que o Ubuntu e o windows compartilhem o mesmo computador, para que assim você possa analisá-lo em termos práticos e ver se gosta ou não:

http://www.ubuntu-br.org/download

Uma boa pedida, com certeza, até mesmo para quem nunca mexeu com algo além do windows. Ah, e não tem estrelinha azul chata nele, porque... é impossível piratear o Ubuntu.

Um comentário:

Gibrel disse...

Ubuntu for pirates beings!
LOL
Já tá saindo o 8.10 no final do mês!
Weeeeeeeeeeeeeeeee